Ceará é zona livre internacional de febre aftosa com vacinação

O Estado do Caerá foi reconhecido oficialmente como Zona Livre internacional de febre aftosa com vacinação. A solenidade que outorgou o título, aconteceu nesta quinta-feira, em Paris, durante a Assembleia Internacional de Delegados da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), órgão que faz o reconhecimento.
Além do Ceará, também receberam o reconhecimento os outros Estados do Nordeste, exceto a Bahia, e o Norte do Estado do Pará. O secretário do Desenvolvimento Agrário, Nelson Martins, lidera a comitiva cearense ao evento, da qual também participam o Presidente da Agência de Defesa Agropecuária (ADAGRI) e o presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ematerce), José Maria Pimenta.
O Ceará recebeu no mês de fevereiro a visita de fiscais OIE, que avaliou as ações que o Estado está desenvolvendo no que diz respeito aos programas de sanidade animal executadas pela ADAGRI. ?Cumprimos as exigências do MAPA e da OIE e, por isso, conquistamos o status de Zona Livre Internacional?, afirmou o presidente da Agência, Augusto Júnior.
O secretário Nelson Martins destaca que o reconhecimento do Ceará como zona livre internacional de febre aftosa ?representa a coroação de um trabalho árduo do Estado com importantes parceiros, como os produtores rurais, os movimentos sociais, a Ematerce e a imprensa, que divulga as campanhas de vacinação do rebanho?. Nelson Martins informa porém que o Estado precisa manter os índices de vacinação. A campanha prossegue até o próximo sábado e a meta é superar os 95% de animais vacinados e imunizar mais de 80% das propriedades.
O secretário Nelson Martins afirma ainda que com o reconhecimento internacional, ?todo o mundo vai conhecer o potencial da pecuária cearense, já que o Ceará terá condições de exportar a carne e os produtos bovinos, abrindo as nossas fronteiras, o que vai representar mais desenvolvimento para a nossa zona rural, por isso, vamos continuar vacinando o nosso rebanho?.
Com informações da Assessoria de Comunicação da Secretaria do Desenvolvimento Agrário.

Certificado

Fonte: cearaagora.com.br; Foto: internet

O que achou?

Deixe sua opinião aqui!